Pombo é acusado de espionagem

O Primeiro-Ministro indiano, de seu nome Narendra Modi, foi interpelado para libertar a ave.


O cidadão paquistanês quer que a Índia devolva um dos seus pombos, que foi capturado na Caxemira indiana, a quatro quilómetros da fronteira com o Paquistão, e que está a ser acusado de espionagem, adianta a BBC. O pombo foi capturado por habitantes de uma aldeia e entregue à polícia indiana esta segunda-feira. 

As autoridades indianas afirmam que a ave tem uma anilha numa das suas patas com um código, e que estão a tentar decifrá-lo. 

No entanto, o homem paquistanês, dono do pombo, disse que libertou-o para voar como forma de celebrar o Eid al-Fitr, que marca o fim do jejum do Ramadão. Acrescentou ainda que o alegado código na anilha é na realidade o seu número de telemóvel.

O homem, identificado pelo jornal Dawn, como Habibullah sublinha que o seu pombo é "um símbolo de paz" e que a Índia devia "evitar vitimizar pássaros inocentes". Habibullah até pediu ao primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, que lhe devolva a ave. 

Esta não é a primeira vez que um pombo proveniente do Paquistão enfrenta problemas com as autoridades indianas. Em outubro de 2016, um pombo foi apreendido pela polícia depois de ter sido encontrado com uma nota que continha ameaças dirigidas a Modi.

 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

China ajuda Paquistão com “armas biológicas” para combater ataques

TRABALHO REMUNERADO, NÃO UMA VIDA DE COMIDA, ROUPA E DINHEIRO ESMOLADOS.

Viana do Castelo: aprovado o PDF - Plano de Defesa da Floresta