O LÁZARO DO RICO PINGO DOCE DE BUARCOS

Esteve às portas da morte. Pensava-se, de facto, que o corpo, abandonado por todos, já não resistisse. Mas voltou, por milagre, à vida. E que vida!

Sua irmã Rosa, que o protegia e cuidava, morreu há uns anos. Ambos em situação de sem abrigo. Passava longas horas do seu dia à porta do Pingo Doce de Buarcos, acreditando que a abundância do céu se abriria aos "lírios do campo", sem perguntas, sem indiferença, sem desdém. O que ali lhe cabia em sorte ou pela generosidade de alguém, levava-o ao irmão. Partilhava-o com ele.

Hoje é ele que ali passa o tempo, sentado frequentemente sobre as frias garrafas de gás. Um verdadeiro LÁZARO dos nossos dias, à porta de uma mesa de ricos, com a diferença de que desta não caiem quaisquer migalhas.

Em tempos intervim pela Rosa. Hoje voltei a indignar-me entre as paredes do hipermercado e diante de colaboradores cegos, surdos e mudos - criação do capitalismo empresarial, hipocrisia desta geração.

O que custaria ao Jerónimo Martins, ajudar o Mário, a troco de algum trabalho? Poderia arrumar prateleiras, limpar, transportar, ajudar clientes..., a troco de almoço-jantar, algum dinheiro. Ainda hoje mo disse o quão pequenas tarefas como estas o fariam feliz e o tornariam pessoa útil. Mas nada! E é esta a responsabilidade social de uma empresa que fatura milhões, o cuidado para com a comunidade local. E não me venham com a desculpa de que teriam de o fazer a outros. Pois façam-no! Sejam solução, não desculpa. Tenham a ombridade de o fazer.

São pessoas como a minha irmã, a quem o Mário chama de "Mãe-Rosa", que vão sustentando a sua vida com comida, dinheiro e roupa. Não fosse por estas, a quem o Mário também ajuda a transportar as suas compras, e já teria morrido sem ressurreição possível, como ele mesmo o diz, com tristeza.
No dia 31 estará connosco à mesa. Não nos interessa o fim ou o início de um novo ano, mas a oportunidade de estarmos ainda mais próximos de quem é terrestre como nós, e tem o "direito-dever" a ser amado, protegido e cuidado por todos.

Texto da autoria de Henrique Pinto e originalmente publicado no FB.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Funcionária de Supermercado em Faro Obrigada a Ficar Sentada numa Balança durante 8 horas

SUBVENÇÃO VITALÍCIA de 13.607,21 Euros Mensais: Ex-Militar e Último Governador Português de Macau Vasco Rocha Vieira é o Nº 1 da Lista

China ajuda Paquistão com “armas biológicas” para combater ataques