Trabalhadora do Pingo Doce em Avintes - Vila Nova de Gaia - "obrigada a permanecer de pé na frente de loja sem fazer nada"

DenĂșncia teve origem no Facebook.

Fontes que foram ouvidas pela TVI, de acordo com a reportagem divulgada neste dia 25 de Fevereiro de 2020, disseram que a trabalhadora do Pingo Doce de Avintes terĂĄ estado durante trĂȘs dias em pĂ©, a cumprir horĂĄrio.

Esta funcionĂĄria terĂĄ recusado uma “proposta amigĂĄvel” para rescindir o contrato de trabalho e assim abandonar a empresa sem direito a quaisquer indemnizaçÔes. Infelizmente uma prĂĄtica que Ă© comum em Portugal.

Porta-voz do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Serviços (CGTP-IN) disse à TVI que o gerente de loja colocou a funcionåria do supermercado de castigo. No segundo dia terå colocado uma cadeira para esta se sentar durante algumas horas. E no terceiro voltou a estar de pé o dia todo.

Foto: Facebook

Também o Portal MSN/MSNews publicou a informação de que a trabalhadora do comércio Pingo Doce em Avintes, Vila Nova de Gaia, terå sido obrigada a permanecer em pé no local de trabalho durante 8 horas.

Tendo sido vítima de assédio moral, a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional jå estå a acompanhar a situação.

É referido que a loja Ă© um franchising, isto Ă©, explora a marca e o conceito de negĂłcio.

ComentĂĄrios

Mensagens populares deste blogue

Funcionåria de Supermercado em Faro Obrigada a Ficar Sentada numa Balança durante 8 horas

SUBVENÇÃO VITALÍCIA de 13.607,21 Euros Mensais: Ex-Militar e Último Governador PortuguĂȘs de Macau Vasco Rocha Vieira Ă© o NÂș 1 da Lista

China ajuda PaquistĂŁo com “armas biolĂłgicas” para combater ataques