Sabia porque é que os irlandeses e os escoceses não usam cuecas?


Um dos motivos que levou o povo irlandês e o povo escocês a não usar cuecas deve-se historicamente ao facto de que podiam “soltar o barro” ao mesmo tempo que combatiam.
Durante as batalhas medievais muitos eram os que sofriam de disenteria, uma doença gástrica que provoca diarreia inflamatória. Outros tantos tinham incontinência urinária.


No Verão, quando está o tempo quente, compreende-se que seja útil alguma “frescura na salada”. Mas no Inverno, com as temperaturas baixas e o tempo húmido, corriam o risco de apanhar gripes e constipações. Há muito tempo atrás, ainda não se tinha descoberto o Covid-19 (uma variação moderna do vírus da gripe, também chamado coronavírus). Ainda assim, esta medida de higiene e segurança no trabalho levava a que muitos se sentissem e estivessem realmente limpos e secos. Talvez um pouco como no conhecido slogan dos pensinhos higiénicos “Evax Tanga”: “sentes-te limpa, sentes-te bem.” Ou como no caso dos materiais de incontinência, isto é, das fraldas “Dodot”.
Na pós-modernidade, ainda há razões para não usar cuecas. Trata-se de uma medida de segurança implementada pelas chefias dos exércitos. Tanto na Escócia, como na Irlanda. Estas medidas aliás, estão também em voga nas forças militarizadas e de segurança de outros países. Mantendo-se actuais até aos nossos dias. Embora só em casos excepcionais.

“Pantyless” e “Going commando” são duas das expressões de língua inglesa que definem esta prática. Constam de certos manuais de boas práticas de combate em ambientes extremos e hostis. Não se tratando apenas de uma questão de moda. O caso é que nas condições duras de um teatro de guerra, manter o arejamento entre “as partes” revela-se bastante prático e saudável. Evita infecções e permite ter a “zona” mais fresca e seca. Assim os combatentes conseguem manter as suas “intimidades” em boas condições. Isto é, guardam-se melhor e acautelam os interesses dos seus “documentos”.

Nos filmes Apocalypse Now e O Resgate do Soldado Ryan, os mais experientes capitães da velha guarda, explicam-nos que se deve manter os pés sempre secos para poder sobreviver numa guerra. Usando galochas, por exemplo. Tanto irlandeses como escoceses, bem como exércitos de muitos outros povos, além dos pés bem calçados, sabem a importância de manter as “partes viris” enxutas.

As estrelas pop, Paris Hilton e Britney Spears, bem como as modelos Giulia Salemi e Dayane Mello, entre muitas outras celebridades, conhecem bem a importância de não usar lingerie. É prático, é fashion e demonstra uma enorme falta de classe.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Funcionária de Supermercado em Faro Obrigada a Ficar Sentada numa Balança durante 8 horas

SUBVENÇÃO VITALÍCIA de 13.607,21 Euros Mensais: Ex-Militar e Último Governador Português de Macau Vasco Rocha Vieira é o Nº 1 da Lista

China ajuda Paquistão com “armas biológicas” para combater ataques